13Nov

Ana Cristina, mais uma vítima de feminicídio em Mossoró

Mais um caso de feminicídio é registrado em Mossoró no ano de 2017. A jovem Ana Cristina Pereira, 24 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (13), no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM). Ela foi neste domingo, 12, em via pública no bairro Forno Velho.

O suspeito do crime é o seu ex-companheiro, que não teria aceitado a separação. Ana Cristina sofreu várias cutiladas de faca peixeira e foi socorrida por populares para o HRTM. O quadro clínico dela se agravou nesta segunda, e ela acabou não resistindo à gravidade dos ferimentos.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Feminicídio

Casos de feminicídio têm aumentado nos últimos anos em Mossoró. No dia 17 de outubro, a jovem Mara Mello de Andrade, 20 anos e a filha Maiara Nicolly, de apenas 1  anos, foram mortas asfixiadas pelo ex-companheiro e pai da menina, Lindon Johnson Assis. 

O caso ganhou repercussão nacional pela forma brutal e banal em que as duas foram mortas. As investigações apontam que Lindon Johson matou as duas por ciumes que teria de um primo da vítima. 

Sancionada em 2015, a lei federal que define o feminicídio transformou em hediondo o assassinato de mulheres motivado justamente por sua condição de mulher. Ela aumenta a pena por homicídio, que é de 6 a 20 anos de prisão, para 12 a 30 anos.

Deixe o seu Comentário