PUBLICIDADE
Festa do Bode
A lacração do 'Eles Não' de Rafael Motta

 

O deputado Rafael Motta assumiu ser o candidato oficial da lacração ao Senado. Na convenção do PSB (Partido Social Brasilerio) que homologou sua candidatura ao Senado, ele resolveu adotar o fracassado slogan “Eles não”.

Essa frase foi um verdadeiro fiasco em 2018. O “Ele Não” se tornou a maior vergonha eleitoral, resultando na vitória do presidente Jair Bolsonaro.

Motta resolveu adotar a mesma postura, apostando no discurso voltado ao eleitorado progressista do RN.

Mas sua estratégia não é combater o “Baixinho” Rogério Marinho (PL), é mostrar para Carlos Eduardo Alves que ele é o candidato de Lula no RN ao Senado.

Carlos vive uma crise de identidade. O pedetista é considerado o candidato “camaleão”. Uma hora apoia Ciro, na outra apoia Lula. Tem o apoio da cúpula do PT e da governadora Fátima, mas não da extrema esquerda.

Nessa briga entre Motta e Carlos Eduardo Alves, eu aposto na briga e serei o espectador que ficará jogando areia e gritando: ”Iuu... iuuuu...”.