08Jan

Loucura: Robinson Faria diz que ato de polícias é político

Em sua primeira entrevista desde o início da paralisação das polícias Civil e Militar, o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), afirmou, na tarde desta segunda-feira (8), que o protesto dos policiais tem cunho político e disse que não falta estrutura para trabalho na segurança pública. Além disso, ele adiantou que já pediu ao presidente Michel Temer a manutenção das tropas federais até que o movimento acabe.

Os policiais estão com atividades parcialmente paradas desde o dia 19 de dezembro em protesto contra o atraso salarial e melhores condições de trabalho.

"Essa questão de dizer que é falta de condição, isso não existe! Nunca houve um governo que deu tantas condições como o nosso. Aumentamos a quantidade de carros e motos, investimos em tecnologia, então isso é uma desculpa, um pano de fundo para dizer que não estão em greve. Está na hora de falarmos a verdade. Eu estive calado, mas agora o governador vai dialogar ponto por ponto com a população", disse.

O governador afirmou que pretende pagar os salários dos policiais apenas com a confirmação da volta ao trabalho. "Temos uma proposta para pagar dezembro até o dia 12 a todas as polícias, mas com a exigência de acabar a greve", pontuou.

Com informações: UOL

Deixe o seu Comentário